PENSOU EM LATAPENSOU CERVIFLAN
O aço figura entre os materiais mais recicláveis e reciclados do mundo, sem qualquer perda das características mecânicas do material.

CICLO DO AÇO

EXTRAÇÃO

O aço, na verdade, é uma liga produzida a partir do ferro, que é um dos elementos mais abundantes da superfície de nosso planeta, sendo extraído em minas de céu aberto e de galerias subterrâneas. O ferro é encontrado em quantidade inferior apenas ao oxigênio, ao silício e ao alumínio. Porém, entre esses quatro elementos mais abundantes da Terra, o ferro é o que possui maior importância nas aplicações industriais e maior índice de produção. A extração do minério de ferro é uma das atividades mais importantes da economia mundial.

EXTRAÇÃO
MATÉRIA-PRIMA

As matérias-primas necessárias para a obtenção do aço são o minério de ferro, principalmente a hematita, e o carvão mineral. Estes elementos não são encontrados em estado puro na natureza, sendo necessárias várias etapas de preparação para chegar ao produto final. Atualmente, uma grande quantidade de matéria-prima para a produção de aço vem da sucata proveniente dos resíduos de fabricação industrial.

PROCESSO

Para chegar ao aço propriamente dito, as matérias-primas passam pelos processo de coqueificacão (com o surgimento do coque, um material poroso com elevada resistência mecânica, alto ponto de fusão e grande quantidade de carbono), sinterização (quando a preparação do minério de ferro é feita cuidando-se da granulometria do material), alto-forno (etapa do processo de fabricação do aço que consiste na redução do minério de ferro, com a utilização do coque metalúrgico e outros fundentes, que misturados com o minério de ferro são transformados em ferro gusa) e aciaria (quando o ferro gusa é transformado em aço por meio da injeção de oxigênio puro sob pressão no banho de gusa líquido, dentro de um conversor). Depois disso, o aço líquido é transferido para moldes onde se solidificará. Esta etapa é conhecida como lingotamento. Finalmente, os lingotes passam por um processo de laminação se transformando em chapas com a diminuição da área da seção transversal.

DIVERSIDADE DE USO

O aço é empregado nos mais diversos setores da economia. Ele está presente nos transportes (por meio dos carros, caminhões, ônibus, trens, metrôs, navios, bicicletas e motocicletas), na agricultura (em arados, ceifadeiras, colheitadeiras, silos e graneleiros), em restaurantes, cozinhas industriais, hospitais, laboratórios, empresas em geral e nas casas das pessoas. Também é largamente utilizado na construção civil e o seu uso em usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares, além de torres de transmissão, transformadores, cabos elétricos, plataformas, tubulações, equipamentos de prospecção e extração de petróleo, o torna reponsável pela transmissão da energia que circula pelo mundo. O aço também é usado em embalagens pelas indústrias em geral, com grande importância na conservação e transporte de alimentos, produtos químicos, agrícolas, tintas, gases de cozinha e industriais.

RETORNO AO CICLO

O aço figura entre os materiais mais recicláveis e reciclados do mundo. A lata de aço de hoje pode virar o carro de amanhã, depois a geladeira, depois uma nova lata e assim por diante. O setor estimula a coleta e recicla o aço contido nos produtos no final de sua vida útil, empregando-o na fabricação de novos produtos siderúrgicos, sem qualquer perda das carcterísticas mecânicas do material. A produção de aço a partir de sucata reduz o consumo de matérias-primas não renováveis e economiza energia. Na área de embalagens, por exemplo, o Brasil atingiu, em 2007, o índice de 49% de reciclagem das latas de aço. Países da Europa, como Alemanha, Holanda e Áustria chegam a reciclar 80% de suas latas de aço pós-consumo. A importância do retorno ao ciclo de uma matéria-prima é vital para o desenvolvimento sustentável do planeta.

AÇO E MEIO AMBIENTE

Além do retorno ao ciclo de sua matéria-prima, o setor do aço aderiu aos princípios e valores do desenvolvimento sustentável, por meio do uso mais racional dos recursos naturais e insumos. A adoção de tecnologias limpas, os programas de conservação de energia e de recirculação de águas, a manutenção de usinas eficientes e mais produtivas, as parcerias com universidades, instituições de pesquisa e outros segmentos industriais para promover estudos e projetos de racionalização do consumo de matérias-primas e insumos, são alguns dos exemplos do compromisso do setor com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável.

INFOGRÁFICO DO CICLO DO AÇO
INFOGRÁFICO DO CICLO DO AÇO